top of page

Disfunção erétil: Causas, sintomas e abordagens terapêuticas

A disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual, é um tema que muitos homens evitam discutir, mas é uma condição mais comum do que se imagina. Neste artigo, nosso objetivo é fornecer informações introdutórias sobre a disfunção erétil, suas causas, sintomas e, especialmente, explorar as abordagens terapêuticas que podem ser úteis para superar esse desafio.


Afinal, do que se trata a disfunção Erétil?


A disfunção erétil é a incapacidade persistente de obter ou manter uma ereção suficiente para uma relação sexual satisfatória. É importante notar que a disfunção erétil ocasional não é necessariamente um motivo de preocupação, pois diversos fatores, como o estresse ou a fadiga, podem afetar temporariamente a função erétil. No entanto, quando a condição se torna recorrente, é essencial procurar orientação e tratamento adequados.


A disfunção erétil pode ter diversas causas, que podem ser físicas, psicológicas ou uma combinação de ambas. Abaixo, apresento algumas das principais causas:


Causas físicas:

  • Doenças cardíacas e problemas circulatórios.

  • Diabetes.

  • Hipertensão arterial.

  • Distúrbios hormonais, como baixos níveis de testosterona.

  • Lesões na área pélvica.

  • Efeitos colaterais de certos medicamentos.

  • Consumo excessivo de álcool e tabaco.

  • Obesidade.


Causas psicológicas:

  • Ansiedade e estresse.

  • Depressão.

  • Problemas de relacionamento.

  • Preocupações com desempenho sexual.

  • Traumas sexuais passados.

  • Falta de confiança em si mesmo.


Causas combinadas:

  • Muitas vezes, a disfunção erétil é resultado de uma interação complexa entre fatores físicos e emocionais.


Sintomas da disfunção erétil


Os sintomas da disfunção erétil podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente incluem:

  • Incapacidade de obter uma ereção.

  • Incapacidade de manter uma ereção durante o ato sexual.

  • Diminuição do interesse sexual.

É importante destacar que ocasionalmente experimentar esses sintomas não é motivo para preocupação, mas quando se tornam persistentes, é aconselhável procurar ajuda profissional.


Abordagens terapêuticas


Observa-se que abordagens terapêuticas que consideram o corpo e a mente como um todo podem ser eficazes para tratar a disfunção erétil. Abaixo, descreverei algumas dessas abordagens:


  • Terapia Corporal Reichiana Desenvolvida pelo Dr. Wilhelm Reich, essa abordagem explora a relação entre as emoções reprimidas e a tensão muscular. Trabalhar com um Terapeuta que tenha a sabedoria de usar deste conhecimento em atendimento clínico pode ajudar os pacientes/interagentes a identificar e liberar bloqueios emocionais que podem estar contribuindo para a disfunção erétil.

  • Terapia Tântrica Esta abordagem se concentra na relação profunda entre o corpo e a mente sem excluir a sexualidade como aspecto fundamental para a saúde integral. Ela ensina técnicas de respiração, meditação e massagens para aumentar a consciência do corpo e sua sensibilidade. Essa abordagem pode ajudar os homens a se reconectar com seu corpo e superar a ansiedade relacionada ao desempenho sexual.

  • Psicoterapia A psicoterapia tradicional pode ser benéfica para abordar questões psicológicas subjacentes, como ansiedade, depressão e problemas de relacionamento, que podem estar contribuindo para a disfunção erétil. Terapeutas especializados podem ajudar os pacientes a identificar e lidar com essas questões de forma eficaz.


Mudanças no estilo de vida

Fazer mudanças no estilo de vida, como manter uma dieta saudável, fazer exercícios regularmente, evitar o consumo de pornografia, bebidas alcoólicas e o tabagismo em demasia, podem melhorar significativamente a função erétil em casos relacionados a fatores físicos.


Medicamentos e tratamentos médicos

Em alguns casos, medicamentos como os inibidores da fosfodiesterase tipo 5 (como o Viagra) podem ser prescritos para ajudar a melhorar a função erétil. Os inibidores da fosfodiesterase 5 (iPDE5) são considerados como terapia de primeira linha para homens com disfunção erétil (DE). Entretanto, tais fármacos são análogos e possuem como diferença terapêutica os parâmetros farmacocinéticos. É importante discutir essas opções com um médico especializado.


A importância da comunicação


Independentemente da abordagem terapêutica escolhida, a comunicação é fundamental. Tanto os homens que enfrentam a disfunção erétil quanto seus parceiros devem sentir-se à vontade para expressar suas preocupações, desejos e expectativas. O apoio mútuo pode desempenhar um papel significativo no processo de recuperação.


Portanto, neste artigo, compreendemos que a disfunção erétil é uma condição comum que pode afetar homens de todas as idades. É importante entender que essa condição não está relacionada apenas a problemas físicos, mas também a fatores emocionais e psicológicos. Abordagens terapêuticas que consideram o corpo e a mente como um todo, como a Terapia Corporal Reichiana e Tântrica, por exemplos, podem ser eficazes na recuperação da função erétil.


Se você está enfrentando a disfunção erétil, não hesite em buscar ajuda profissional. O tratamento pode variar de acordo com as causas subjacentes, mas há muitas opções disponíveis para ajudar a restaurar sua qualidade de vida sexual. Lembre-se de que a comunicação aberta e o apoio emocional são cruciais para superar esse desafio.

A jornada para superar a disfunção erétil pode ser um processo gradual, mas com paciência, determinação e a orientação adequada, é possível recuperar a saúde sexual e o bem-estar emocional.


Posts recentes

Ver tudo

댓글


bottom of page